LogoLHP

Testes Endocrinológicos


Testes de Estímulo para Hormônio de Crescimento (GH)

1) Exercício

Material: soro - 1,0 ml

Preparo do Paciente: JO 8h. O paciente deve permanecer em repouso por pelo menos 15 min, quando então é colhida uma amostra basal. Seguem-se 20 minutos de exercício contínuo (subir e descer escadas ou andar depressa), e nova coleta de sangue 30, 60 e 90 minutos.

2) Insulina

Material: soro - 1,0 ml

Preparo do Paciente: JO 8h. Colhe-se amostra basal e administra-se EV 0,05 U de insulina simples/kg de peso. Amostras são colhidas 30, 60 minutos após a hipoglicemia. Cuidado com hipoglicemia durante o teste, ter sempre glicose hipertônica para aplicação EV se necessário (manter soro fisiológico venoso).

3) L-Dopa

Material: soro - 1,0 ml

Preparo do Paciente: JO 8h. Colher amostra basal e administrar por VO L-Dopa na dose de: até 15 kg de peso= 125 mg, entre 15 e 30 kg= 250 mg e acima de 30 kg= 500 mg. Pode provocar náuseas e vômitos. Nova coleta de sangue 60, 90 e 120 minutos.

4) Clonidina

Material: soro - 1,0 ml

Preparo do Paciente: JO 8h. Colher amostra basal e administrar VO 0,15 mg/m2 de Clonidina (atensina), colhendo então amostras 60, 90 e 120 minutos após. Pode provocar sonolência; evitar exercícios físicos após o teste.

5) Mestinon (Brometo de Piridostiguimina)

Material: soro - 1,0ml

Preparo do Paciente: JO 8h. Colher sangue no tempo basal ("0") - administrar VO mestinon 70mg por m2 de superfície corporal (nomograma). Colher sangue para GH nos tempos 60, 90 e 120 minutos após o estímulo.

>Critério de Interpretação: Variável de acordo com o estadio puberal (Tanner).

Obs.: Todos testes abaixo podem ser potencializados pelo Etinil Estradiol


Teste de Supressão para Hormônio de Crescimento (GH)

1) Glicose

Material: soro - 1,0 ml

Preparo do Paciente: JO 8h. O procedimento é idêntico ao de um teste de tolerância glicose clássica ou seja, após a coleta de uma amostra basal, o paciente recebe por via oral 75 g de glicose e amostras são colhidas 30, 60, 90 e 120 minutos após.

Critério de Interpretação: os níveis de GH devem cair a valores inferiores a 2 mUI/L; com o uso dos métodos imunométricos, mais sensíveis e específicos, os valores em geral caem para níveis indetectáveis. Nos acromegálicos pode ocorrer uma elevação paradoxal dos níveis de GH.


Teste de Estímulo para Hormônio de Crescimento (GH) em Células Tumorais

1) TRH

Material: soro - 1,0 ml

Preparo do Paciente: JO 8h. Colher amostra basal, 30 e 60 minutos após a administração EV de 200 g de TRH. Efeitos colaterais podem ocorrer: tontura, náusea, calor perineal, gosto amargo; todos eles fugazes e imediatamente após a injeção.

Critério de Interpretação: só os pacientes com células tumorais devem responder e neste caso o valor de GH, em geral elevado, deve pelo menos duplicar ou, tendo como base um rítmo de secreção, deve ser significativamente maior que o valor basal.

Obs.: 30% dos normais podem responder.


Teste de Supressão do HGH e Prolactina após Bromocriptina

Material: soro - 1,0ml

Preparo do Paciente: JO 8h.

Colher sangue "0" (basal). Após 1 comprimido de Bromocriptina (2,5mg por via oral, colher sangue aos 30, 60, 120 e 180 minutos para dosar GH e Prolactina. Pode haver enjôo, vômitos e hipotensão após o Parlodel.

Critério de Interpretação: queda maior que 50% dos valores basais


Teste de Estímulo com TRH para a dosagem de Prolactina

Material: soro - 1,0 ml

Preparo do Paciente: JO 8h. Colher amostra basal, 30 e 60 minutos após a administração EV de 200 g de TRH. Efeitos colaterais podem ocorrer: tontura, náusea, calor perineal, gosto amargo; todos eles fugazes e imediatamente após a injeção.

Critério de Interpretação: a resposta normal implica num valor de 2,5 a 10 vezes maior que o valor basal


Teste de Supressão da Prolactina após L-Dopa

Material: soro - 1,0ml

Preparo do Paciente: JO 8h e repouso.

Colher sangue para dosar Prolactina no tempo "0" (basal). Após L-DOPA, via oral, 10mg/Kg de peso, dose máxima de 500mg, colher sangue aos 60 e 90 minutos para dosar Prolactina.

Critério de Interpretação: queda de 50% dos níveis basais.


Teste de Estímulo com TRH para a dosagem de TSH

Material: soro - 1,0 ml

Preparo do Paciente: JO 8h. Colher amostra basal, 30 e 60 minutos após a administração EV de 200 g de TRH. Efeitos colaterais podem ocorrer: tontura, náusea, calor perineal, gosto amargo; todos eles fugazes e imediatamente após a injeção.

Critério de Interpretação: espera-se um incremento mínimo de 2,5 mUI/mL em relação ao valor basal, sendo que a resposta em geral é proporcional ao valor basal (8 a 12 vezes).

Obs.: A resposta aumentada fica à critério clínico.


Teste de Estímulo com LH-RH para a dosagem de LH e FSH

Material: soro - 2,0 ml

Preparo do Paciente: JNO. Colher amostras basal (0'), 30 e 60 minutos após a administração EV de 100 g de LH-RH. Não apresenta efeitos colaterais.

Critério de Interpretação:

Crianças pré-puberes: LH pode não aumentar e o FSH duplica

Homens: LH aumenta 4 a 10 vezes e o FSH 0,5 a 2 vezes

Mulheres:

Fase Folicular LH aumenta 3 a 4 vezes e o FSH 0,5 a 2 vezes

Fase L&;tea LH aumenta até 10 vezes e o FSH 0,5 a 2 vezes.


Teste de Estímulo com ACTH (Cortrosina) para a dosagem de Cortisol

Material: soro - 1,0 mL

Preparo do Paciente: JO 8h. Colher amostra basal entre 7 e 9 h da manhã e em seguida aplicar EV uma ampola de 250 g de ACTH sintético (Cortrosina simples); colher amostras de soro 30e 60 após a injeção. Não apresenta efeitos colaterais.

Critério de Interpretação:

Cortisol pós-ACTH deve ser > 18 mg/dl.


Teste de Estímulo com Insulina para a dosagem de Cortisol e/ou ACTH

Material: soro - 1,5 ml

Preparo do Paciente: JO 8h. Colhe-se amostra basal e administra-se EV 0,1 U de insulina simples/kg de peso (quando há forte suspeita de deficiência aplicar 0,05 U/kg). Amostras são colhidas 30, 60 minutos após a hipoglicemia. Cuidado com hipoglicemia durante o teste, ter sempre glicose hipertônica para aplicação EV se necessário (manter soro fisiológico venoso).

Critério de Interpretação: Cortisol pós-ACTH deve ser maior ou igual a 18 microg/dl. O ACTH aumenta 3 vezes ou mais.

Obs.: Pode ser feito o teste apenas com o Cortisol.


Teste de Estímulo com ACTH para a dosagem de Cortisol/ 17OH-Progesterona/ 170H-Pregnenolona/ Progesterona/ DHEA/ Androstenediona

Material: soro - 1,5 mL

Preparo do Paciente: JO 8h. Colher amostra basal entre 7 e 9 h da manhã e em seguida aplicar EV uma ampola de 250 g de ACTH sintético (Cortrosina simples); colher amostras de soro 30 (apenas cortisol), 60 e 120 minutos (opcional) após a injeção. Não apresenta efeitos colaterais.

Critério de Interpretação: Cortisol pós-ACTH deve ser como acima; em relação aos outros esteróides o valor máximo de resposta não ultrapassa 2 a 3 vezes o valor basal.

Obs.: O teste pode ser feito com qualquer dos hormônios acima.

Resposta da 17-OH Progesterona 60 após Cortrosina

Normais: < 200 ng/ml

Zona Cinza: 200 a 450 ng/ml

Heterozigotos 450 a 1500 ng/ml

Formas não clássicas 1500 a 12000 ng/ml

Formas clássicas 12000 ng/ml


Testes de Supressão do Cortisol com Dexametasona

1) Teste Rápido com 1mg de dexametasona

Material: soro, plasma EDTA ou plasma heparina;

Preparo do Paciente: Tomar 1mg de dexametasona VO às 23 h do dia anterior e colher a amostra de sangue entre 7 e 9 h da manhã (JO 8h).

Critério de Interpretação: a resposta é considerada normal quando há queda dos níveis de cortisol abaixo de 5 microg/dL.

2) Teste de Supressão com 2mg de dexametasona - LIDDLE I

Tomar dexametasona (0,5 mg) - 04 comprimidos. Tomar 01 (um) comprimido de 6 em 6 horas durante 02 (dois) dias.

Obs.: No 2o dia colher urina de 24h e armazenar em geladeira para dosar 17-OH, 17-KS e Cortisol livre na urina (não colocar conservantes na urina).

Critério de Interpretação: a resposta é considerada normal quando há queda dos níveis de cortisol abaixo de 5 microg/dL.

3) Teste de Supressão com 8mg de dexametasona - LIDDLE II

Tomar dexametasona (0,5 mg) - 16 comprimidos. Tomar 04 (quatro) comprimidos de 6 em 6 horas durante 02 (dois) dias.

Obs.: No 2o dia colher urina de 24h e armazenar em geladeira para dosar 17-OH, 17-KS e Cortisol livre na urina (não colocar conservantes na urina).

Critério de Interpretação: a resposta positiva quando há queda dos níveis de cortisol de pelo menos 50% em relação ao basal.

4) Teste Rápido com 8mg de dexametasona

Material: soro, plasma EDTA ou plasma heparina;
Preparo do Paciente: Tomar 8mg de dexametasona VO às 23 h do dia anterior e colher a amostra de sangue entre 7 e 9 h da manhã (JO 8h).

Critério de Interpretação: a resposta é considerada normal quando há queda dos níveis de cortisol abaixo de 5 microg/dL.


Teste de Estímulo da Testosterona com HCG

Material: soro - 1,0ml

Preparo do Paciente: JNO. Colher sangue para Testosterona basal (7 à 9h). Aplicar por via intramuscular o HCG, 100 unidades/Kg de peso, num máximo de 4000 unidades. Colher sangue no 4o dia após o estímulo para dosar Testosterona.

Critério de Interpretação: aumento de pelo menos duas vezes do valor basal.


Teste de Infusão do Cálcio para Estímulo da Calcitonina

Material: soro - 1,0ml

Preparo do Paciente: JO 8h. Colher sangue no tempo "0" (basal) para dosar Calcitonina. Após injeção rápida (1 minuto) de gluconato de cálcio a 10%, 2mg/Kg de peso, colher sangue aos 2 e 4 minutos para dosar a Calcitonina.

Critério de Interpretação:Normais = menor que 200 pg/ml.

Suspeito de CMT = entre 200 e 300 pg/ml

Diagnóstico de CMT = maior que 300 pg/ml

*CMT = Carcinoma Medular da Tireóide.


Megateste (Avaliação Hipofisária Total)

Material: soro - 1,5ml

Preparo do Paciente: JO 8h. Colher sangue no tempo "0" (basal) para TSH, FSH, LH, HGH e Cortisol e ACTH. Administrar ao paciente, via endovenosa, 200 mcg de TRH e 100mcg de LHRH, mantendo veia, mais 0,05 UI/Kg de peso de insulina simples. Colher sangue aos 30 minutos após estímulo para TSH, FSH e LH aos 60 minutos para FSH, LH, Cortisol, ACTH e 90 minutos para Cortisol e ACTH.

Critério de Interpretação: a resposta de cada teste deve ser considerada isoladamente.


Teste do AMBINON (TSH)

Preparo do Paciente: Aplicar 03 ampolas de Ambinon da seguinte maneira :

Aplicar 01 ampola por dia, durante 03 dias, VIA INTRAMUSCULAR pela manhã

As duas primeiras ampolas podem ser tomadas em casa ou em qualquer farmácia. A terceira ampola intramuscular deve ser tomada às 08:00 horas no laboratório. Logo após a injeção, vai tomar a dose de I-131 via oral para Tireograma com ou sem Captação.

Ter cuidado para o terceiro dia não coincidir com sábado, domingo ou feriado. Véspera de feriado pode marcar quando for só tireograma. Havendo captação não marcar. O Ambinon intramuscular não provoca qualquer reação do tipo alérgico no cliente.

OBS.: O estímulo com Ambinon pode ser feito logo após o Tireograma Basal, não precisa esperar. Diferente do teste de supressão com Cynomel quando temos que esperar 03 semanas para iniciarmos a supressão.

Critério de Interpretação: Nos nódulos tóxicos há o aparecimento da imagem tireoidiana previamente apagada. Se houve destruição da glândula não aparece imagem Tireoidiana.


Teste de Supressão com T3 (Cynomel)

100 mg de triiodotironina por dia durante 10 dias. Tomar 1 comprimido de 50 mg de manhã e à noite. No 10o dia tomar I-131 para captação. Relatar ao médico se a frequência cardíaca aumentar.

Critério de Interpretação: nos pacientes com adenoma tóxico não há supressão do nódulo do tireograma e também não diminui a captação podendo haver resposta paradoxal, isto é a captação se eleva após a supressão. Ele indica o grau de autonomia do nódulo.

Cuidado: pacientes com cardiopatias.


Teste de Tolerância à Glicose (Curva Glicêmica)

Preparo do Paciente: o paciente deve fazer dieta sem restrições com um mínimo de 150g de carboidratos nos três dias que antecedem ao teste, sendo indicada atividade física normal nesse período. O teste deve ser realizado pela manhã, com 10 a 16 horas de jejum. Durante o exame, é necessário que o paciente permaneça sentado e não fume.

O TTG não é recomendado para pacientes hospitalizados, agudamente doentes ou inativos. Dar 75g de glicose em um volume de 300ml de água para ser ingerida em 5 minutos.

A OMS (Organização Mundial da Sa&;de) preconiza a coleta de amostras em jejum e 120 minutos após a administração da glicose por via oral para adultos não gestantes, e a NDDG (National Diabetes Data Group) indica coletas em jejum, em 30,60, 90 e 120 minutos.

Critério de Interpretação: OMS apenas jejum e 120 min (NDDG inclui 30, 60 e 90 min)

Normais
Jejum : < 115 mg/dL
30,60 e 90 min.: < 200 mg/dL
120 min. : < 140 mg/dL

Obs.: Os tempos de 180, 240, 300 e 360 min.: < 115 mg/dL

Tolerância Diminuída à Glucose (Intolerância à Glicose)
Jejum: < 140 mg/dL
30, 60 e 90 min.: um valor > 200 mg/dL
120 min.: entre 140 e 200 mg/dL

Diabetes Mellitus
Jejum : > 140 mg/dL
30, 60 e 90 min.: um valor > 200 mg/dL
120 min.: > 200 mg/dL

Gestantes:

Teste de "Screening" para Diabetes Gestacional

(50g de glicose e glicemia após 60 minutos)
Obs.: Não é necessário jejum.

< 140 mg/dL NORMAL
> 140 mg/dL FAZER GTT

Diabetes Gestacional NDDG (O'Sullivan e Mahan)

Jejum : maior igual a 105 mg/dL
60 min. : maior igual a 190 mg/dL
120 min.: maior igual a 165 mg/dL
180 min.: maior igual a 145 mg/dL

Obs.: A OMS segue os mesmos critérios para não grávida. Dois ou mais valores, como acima é diagnóstico de Diabetes Gestacional.


Teste para Resistência à Insulina

GTT com dosagem de insulina e glicose (0, 30, 60, 90, 120, 180 min)

Insulina basal
Normal < 20 microUI/mL
Suspeita de RI 20 a 30 microUI/mL
RI > 30 microUI/mL

Insulina pós-glicose
Normal < 150 microUI/mL
RI moderada 150 a 300 microUI/mL
RI severa > 300 microUI/mL

Ref. Bibl.:

  1. Endocrinol Metab Clin N Amer 1988; 17 (4): 685-703
  2. J Clin Endocrinol Metab 1991, 73: 590-595

Teste de Tolerância à Glicose Endovenoso

Material: soro - 1,0ml

Preparo do Paciente:JO 8h. Colher sangue no tempo "0" (basal). Após injeção rápida (5 minutos) de 0,5 g de glicose/Kg de peso, colher sangue aos 1 e 3 minutos para dosar insulina.

Critério de Interpretação: Acompanhar a queda do percentil.

PERCENTIL DA SECREÇÃO NORMAL DE INSULINA MICRO U/ML

PERCENTIL 1+3MIN ou 1+3-2 vezes o basal
Ptil 1+3 1+3-2
1 46 24
3 56 36
5 64 43
10 81 55
25 112 91
50 162 137
75 219 193
99 551 462


Obs.: Nessa lista não podem não estar relacionados todos os exames do Laboratório H. Pardini.